Tela de um tablet com seis figuras dispostas e uma mão do lado direito apertando em uma delas

Aplicativo Livox permite interação para pessoas que não falam

16/02/2016 Deficiência Intelectual, Histórias de vida, Notícias 0
0 Flares 0 Flares ×
Tela de um tablet com cinco figuras: a foto de uma menininha, um teclado, um bonequinho com as palavras sim e não, uma tela de configurações e um papagaio, o símbolo do Livox

O aplicativo Livox foi criado por Carlos Pereira para ajudar sua filha Clara, que tem paralisia cerebral

Certamente, não há nada mais desesperador para um pai e uma mãe do que não poder se comunicar com seu filho. Essa foi a realidade do casal pernambucano Carlos Edmar Pereira e Aline Costa Pereira com sua filha Clara, sete anos, que tem paralisia cerebral. “Se Clara queria um iogurte, nós precisávamos tirar foto do alimento e distribuí-lo em fichas para que ela as apontasse, já que ela não consegue falar”, explica o pai. Negando-se a limitar a filha a uma vida de apontar as coisas, o analista de sistemas resolveu colocar seu conhecimento profissional a serviço da pequena Clara, então com apenas dois anos. Juntamente com a esposa e uma equipe de profissionais de tecnologia, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais, criou o Livox, sigla para liberdade em voz alta.

O programa viria a ser o primeiro software de comunicação alternativa para tablets. O Livox é elaborado sobre um algoritmo que adapta o software ao usuário. Isso porque as capacidades motoras de quem o usa pode variar muito. Como interpretar um toque impreciso ou outro que se arrasta pela tela? A “inteligência” dada à solução permitiu que ele pudesse ser usado por pessoas com dificuldades diversas, como autismo, deficiência visual ou auditiva.

O software reproduz em áudio textos digitados através de teclado virtual ou oferece a construção de orações como “Eu quero…” seguido de opções como “brincar”, “almoçar”, que, por sua vez, são sucedidos de botões com imagens e textos como “esconde-esconde” ou “macarrão”, respectivamente. O software chamou atenção e passou a ser utilizado em diversas clínicas. “Isso ganhou proporções gigantescas. E chegam muitos relatos pra gente. Teve o caso de um menino que foi ver o Papai Noel e usou o Livox para, pela primeira vez, pedir um presente de Natal. A mãe dele chorou, tirou foto e mandou pra gente. Isso não tem preço”, afirmou Carlos.

Cinco pessoas posam de frente: um homem negro à esquerda entrega um objeto a outro homem. Ao lado, uma mulher com um terceiro homem ao seu lado, segurando um carrinho com uma criança sentada nele

Carlos, sua esposa Aline e sua filha Clara recebem o prêmio da ONU pelo aplicativo Livox

Em dezembro de 2014, a equipe do Livox, que hoje conta com 10 pessoas, parte delas dentro do Porto Digital, pólo de desenvolvimento de softwares criado em 2000 e localizado em Recife (PE), ganhou um prêmio do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) disputado por startups (grupo de pessoas que trabalham em uma ideia que pode vir a gerar dinheiro) com soluções voltadas para a melhora da qualidade de vida. Dois meses depois, em fevereiro de 2015, viria a premiação da ONU em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, que avaliou cerca de 20 mil aplicativos, de 178 países. A ocasião rendeu a Carlos e sua equipe a possibilidade de levar a solução de Recife para o mundo.

A internacionalização começa atendendo a um pedido da Liga Árabe, que já traduziu o Livox para o idioma e deve levar o software para todos os países da organização neste ano. A startup pernambucana tem ainda reuniões marcadas com os governos do Japão e da África do Sul, ambos interessados na aplicação. Hoje, o software já está disponível em 25 idiomas. “No Brasil, o projeto já foi apresentado no Senado, mas a adoção do Livox parou no MEC (Ministério da Educação), parece. Por enquanto, quem de fato adquiriu e o está utilizando é a Prefeitura de Recife e o Hospital das Clinicas, em São Paulo”, explicou o criador do software. Atualmente, o aplicativo funciona apenas em tablets Android, mas deve se tornar compatível com Windows 8 e 10 (em computadores e tablets com tela touch) e iPad (iOS).

Carla – Segundo Aline Pereira, mãe de Clara, o nome Livox, Liberdade em Voz Alta, é uma referência à filha, pois significou a libertação da pequena, que vivia presa dentro de seu próprio corpo e mente. Carlos conta que a filha, certa vez, se deitou para dormir e começou a fazer caretas e bicos. Ele perguntou o que era e, através do Livox, ficou sabendo que Clara estava com medo de uma sombra na janela do quarto. São pequenas coisas, porém essenciais na vida de qualquer pessoa. Poder escolher o que comer, poder conversar com os pais, pedir para ler uma história ou expressar um sentimento como o medo. Tudo isso foi possível graças ao aplicativo. E Carlos lembra que o Livox não ajuda apenas Clara ou crianças com paralisia cerebral, mas qualquer um que sofra qualquer dificuldade de comunicação.

Desde que nasceu, há sete anos, Clara lida com as consequências de um erro médico no parto que lhe causou paralisia cerebral. Nesse curto período, ela fez muito. Foi a primeira brasileira a buscar tratamento com células-tronco na China, motivou a construção de uma clínica de fonoaudiologia e fisioterapia na capital pernambucana e foi a razão da criação do aplicativo Livox. Graças ao aplicativo, Clara pôde não só interagir com seus pais e o mundo, mas também se alfabetizar e escrever um livro na sua formatura da pré-escola, tudo se utilizando do Livox.

Graças ao aplicativo, Carlos soube qual a princesa preferida da filha, a sereia Ariel. “E por quê, filha?”, perguntou. E ela respondeu, via app: “É que a Ariel também não fala”. Na história, a sereia perde momentaneamente a voz. “Quando a levei na Disney, ela arregalou os olhos feliz ao lado da atriz vestida de Ariel e me disse pelo Livox que realizei um sonho dela. Eu nunca saberia disso sem o app”, afirmou. Agora, Carlos quer desenvolver um projeto para que a filha, cadeirante, possa andar. “É segredo, ainda, mas é uma ideia fabulosa”.

Serviço: Quem quiser saber mais sobre o Livox, pode acessar os seguintes endereços:
Site oficial: www.livox.com.br
Fanpage: https://www.facebook.com/livoxtablet/
Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=dbsmLUKUoUI
Para adquirir: http://www.agoraeuconsigo.org/euquero/

Receba um e-mail com atualizações!

Assine e receba, gratuitamente, nossas atualizações por e-mail.

Eu concordo em informar meu e-mail para MailChimp ( more information )

Nós jamais forneceremos seu e-mail a ninguém. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Compartilhe:

Sem nenhum comentário

Deixe o seu comentário!