Foto horizontal da designer gaúcha Fernanda Schaker, segurando seu livro - Guia de diagramação para um livro acessível. Em primeiro plano, do lado direito, o livro aberto sobre uma sobrecapa amarela, que facilita seu manuseio.

Designer com Down cria manual de diagramação para livros acessíveis

13/11/2018 Deficiência Intelectual, Notícias 0
0 Flares 0 Flares ×
Foto horizontal com duas pessoas em cadeiras de rodas, em primeiro plano, de frente para uma estante com diversos livros. Ao redor delas, várias outras pessoas passeando pelos estandes

Guia de Diagramação oferece sugestões para que os livros se tornem mais fáceis e acessíveis às pessoas com alguma dificuldade motora

A importância dos livros em nossas vidas é e deve ser tamanha que eles não podem estar restritos somente às pessoas que não enfrentam qualquer dificuldade para conseguir lê-los. Seja por questões motoras, intelectuais ou visuais, o fato é que os leitores com necessidades especiais precisam ser contemplados pelas editoras na hora de fabricarem seus livros – e essa é a premissa do Guia de diagramação para um livro acessível, da designer gaúcha Fernanda Schaker.

Um dos destaques do III Fórum Municipal de Acessibilidade e Inclusão Social realizado na Feira do Livro de Porto Alegre, Fernanda – que é ela própria portadora de Síndrome de Down – explica o que se pode fazer para para transformar os livros em objetos mais acessíveis, e como a produção editorial pode incluir aqueles que possuem necessidades especiais.

E os exemplos são diversos: pensar a gramatura do papel para que ele não se danifique caso precise ser manipulado por uma ferramenta especial, um clipe de arame que possa manter o livro aberto, a escolha da fonte, dos padrões de alinhamento e os limites do texto melhores aplicados para ajudar alguém com dificuldades visuais, e muito mais.

O livro possui ainda uma espécie de sobrecapa, que possibilita que ele fique apoiado de pé, numa inclinação de 20º.

A publicação ainda não possui editora, e nasceu do mais sincero e nobre sentimento: a autora gostaria de, através do amor que ela própria possui pelos livros, ajudar outras pessoas. E foi para isso que ela cursou design gráfico: para criar o guia, e tornar o livro algo ainda mais libertador, para mais pessoas, que poderão, através de suas páginas especiais, superar qualquer limite.

* Matéria do site Hypeness (clique aqui)

Compartilhe:

Sem nenhum comentário

Deixe o seu comentário!