Casal se abraça carinhosamente. A mulher na frente, sentada e sorrindo, e o homem, mulato, a enlaçando por trás na altura do pescoço e beijando seu rosto do lado esquerdo.

Dicas para desfrutar de sexo com lesão espinhal

12/09/2019 Deficiência Física, Notícias 0
0 Flares 0 Flares ×

Ter uma lesão na medula espinhal não significa o fim de sua vida sexual. Longe disso. Você pode ter uma vida sexual saudável e gratificante. Só é preciso atenção a algumas questões práticas. Então você pode começar a explorar novas sensações e maiores oportunidades de prazer sexual.

Alguns detalhes simples para se preparar para o sexo com uma lesão na medula espinhal:

* Esvazie a bexiga para evitar interrupções e outros problemas

* Se você é homem e tem um cateter permanente, dobre-o ao longo do pênis e segure-o no lugar com preservativo ou fita adesiva

* Certifique-se de ter muitos auxílios prontos para ajudá-lo a ficar em uma posição confortável durante a relação sexual, como travesseiros, cunhas de espuma, restrições de Velcro® e suportes

* Tenha bastante lubrificante por perto


SEM BARREIRAS LANÇOU A CAMPANHA SÓCIO CIDADÃO. COM UMA DOAÇÃO MENSAL DE R$ 20, VOCÊ NOS AJUDA A FAZER CRESCER NOSSO TRABALHO. TORNE-SE UM SÓCIO CIDADÃO. ACESSE https://www.catarse.me/sociocidadao


Exercício de sensações: 4 passos para desfrutar do sexo com uma lesão na medula espinhal

Você pode ter perdido alguma sensação sexual, mas ainda há muito a explorar. Se você é homem e conseguir uma ereção é um desafio, existem medicamentos e auxiliares mecânicos que podem ajudar. Se você é uma mulher com uma lesão na medula espinhal, pode ter alguns problemas com o sexo, como menos lubrificação vaginal. Usar um lubrificante sem receita antes do sexo pode ajudar.

Se você é homem ou mulher, aqui estão quatro etapas que você pode seguir para tornar o sexo mais agradável.

1. Explorar: reserve um tempo para explorar áreas do corpo onde a sensação ainda está intacta e onde você pode se sentir estimulado. Faça com que seu parceiro explore todo o seu corpo: cabeça, cabelo, rosto, pescoço, peito, abdômen, costas, nádegas, mãos, pés … em todos os lugares. Eles podem explorar com as mãos, a boca ou uma combinação dos dois. Aprimoradores, como óleos, loções, penas e vibradores também podem ser usados.

2. Vá devagar, mantenha o foco: mantenha as áreas que você explora pequenas, do tamanho da sua mão. As sensações podem diferir em centímetros. Concentre-se apenas na sensação e estimulação de cada área, sem pensar muito em relação sexual ainda.

3. Comunique-se: dê um feedback enquanto seu parceiro está explorando seu corpo. É ótimo, irritante ou doloroso? Use uma escala numérica, se for mais fácil. Lembre-se de que este é um momento de intimidade; portanto, fale com amor, entendendo que seu parceiro está apenas tentando ajudar.

4. Aproveite: Seguir estas etapas pode facilmente levar a uma relação sexual bem-sucedida.Mas muitas pessoas com uma lesão na medula espinhal relatam excitação ou até mesmo orgasmos devido à hipersensibilidade acima do nível da lesão. Orelhas, pescoço, peito ou outras áreas podem ser extremamente sensíveis e facilmente estimuladas.

Somos todos seres sexuais, e sua lesão não muda isso. Sexo é muito mais que um orgasmo. É um vínculo entre você e seu parceiro de maneiras que transcendem a relação sexual. Explorar sensações é uma maneira de tornar esse vínculo ainda mais forte e o sexo mais agradável.

* Matéria do site Ser Lesado (clique aqui)

Receba um e-mail com atualizações!

Assine e receba, gratuitamente, nossas atualizações por e-mail.

Eu concordo em informar meu e-mail para MailChimp ( more information )

Nós jamais forneceremos seu e-mail a ninguém. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Compartilhe:

Sem nenhum comentário

Deixe o seu comentário!